blogosfera

2009 ou 2017?

19:50

Imagem: Weheartit


Hoje acordei sentindo saudade dos blogueiros e blogueiras que visitavam o meu blog bem no incio, lá em 2009/2010 quando comecei a escrever sobre as minhas dores já que não tinha com quem conversar sem que me dissessem que era drama de adolescente. Se fosse realmente drama, então eu continuo sendo adolescente, porque ainda tenho muita coisa pra escrever. 

Não que eu tenha todos os problemas do mundo ou que eles sejam os maiores e/ou piores, não estamos medindo e sim expondo tudo o que tem aqui dentro d meu peito e que preciso colocar pra fora. Sem pensar em números, visualizações e tudo mais que vocês já sabem. Não posso mentir que é bom ver números crescendo, mas ao mesmo tempo é maravilhoso abrir o blog e ver os comentários lindos que vocês deixam pra mim. É uma forma de carinho e reconhecimento, um impulso orgânico que preciso muito nesse momento. 

As coisas que estou sentindo nos últimos meses, não cabem mais aqui dentro, seus efeitos me incomodam e perturbam o tempo inteiro. Não consegui encontrar nada ainda que me faça ficar que nem eu era antes, preciso me reencontrar, achar quem eu realmente sou e saber o que eu realmente quero.
A pressão que existe ao meu redor não me ajuda em nada, só me atrapalha. Fico com mais dores de cabeça, vertigens, vontade de pegar uma mochila e sair por aí sem hora pra nada, muito menos data marcada pra voltar. É um peso que existe sobre os meus ombros que precisa ser diminuído de algum jeito, não consegui descobrir ainda. 

E além disso tudo, ocorre a pressão interna, a comparação com a vida alheia, falando nisso tenho que parar de me basear nas coisas dos outros, talvez assim a ansiedade diminua uns oitenta por centro. Preciso me sentir melhor, dormir de verdade sem esperar que os pensamentos parem de governar meu sono e sim eu os controle. Ultimamente estou uma pilha de nervos, não sei mais como controlar tudo isso e se tem controle, além dos remédios. 

Acho que revivendo os anos que escrevia por amor e por necessidade ao mesmo tempo, me faria uma pessoa melhor, sem vontade de ficar em casa o dia todo, tonturas, dores de cabeça, crises de ansiedade, vontade de me atirar na frente de carros e vertigens. 

Eu sei que em um blog o que vocês esperam são fotos com uma produção impecável, em posts que falam sobre moda, cabelo e maquiagem, mas no meu mundo não é isso que existe. O que mais predomina aqui são meus sentimentos.


You Might Also Like

12 Comentários

  1. Guria eu me sinto bem como o seu texto disse. Sinto falta do meu tumblr/blog de 2009 onde dava pra colocar meus sentimentos e pensamentos em um post e no momento em que eu clicava em publicar o peso do mundo diminuía um pouco dos meus ombros. Naquele tempo tempo a cada postagem eu me sentia feliz por encontrar pessoas que sentiam o mesmo e trocar idéias com elas. Eu estava precisando disso no momento e criei um novo blog, mas me deixa um pouco triste ver que tudo gira em torno de ganhos, quantas visualizações ou quanto dinheiro vou ganhar e pra isso tenho que postar sempre as mesmas coisas de outros blogs. Pra mim isso virou mais uma empresa do que um blog e é algo que não quero para mim. Lá nos meu blog eu continuo postando o que eu gosto ou o que surgir na minha cabeça sem um nicho ou algo do tipo. Me sinto feliz por ele, então não se desvie dos seus idéias só pra acompanhar uma maré que não vai te fazer feliz e ainda por cima perder sua identidade :/
    Desculpa o texto hahahahha
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Capaz, não precisa se desculpar pelo texto, precisava ler isso e saber que tem alguém que sente a mesma coisa que eu. A satisfação de ver que mais pessoas se identificam com o que tá escrito aqui é tão maravilhoso que não dá vontade de parar nunca de escrever. O reconhecimento é muito importante. Obrigada pela visita e pelo carinho. Beijos

      Excluir
  2. ohhh amore é que antigamente as pessoas entravam em blogs por amor, e quem era blogueira era por amo tbm, hoje a maioria das pessoas só visam dinheiro fama mas continue persista pq uma única pessoa que for atingida por suas palavras já está valendo a pena. beijinhos
    Blog Delírio | Instagram | Youtube Ayala Gomes | Fan Page|
    Youtube Delírios Literários

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tu tem toda razão! Hoje a blogosfera está em volta apenas do dinheiro, o sentimentalismo está sendo pisoteado. É muito ruim isso, sinto muito.
      Obrigada pela visita. Beijos

      Excluir
  3. Linda amo pessoas que escrevem com o coração.
    E sei bem como você se sente, me sinto assim também, é sufocante e as vezes (quase sempre) dói muito.
    Estou começando agora nesse mundo dos blogs, mas sinceramente não quero milhões de visualizações e nem penso em ganhar algo com isso, o que quero mesmo é falar sobre as coisas que amo, que me fazem bem, que vem do coração.
    Amei seu texto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi por esse motivo que comecei a escrever, pra falar sobre tudo o que eu sinto sem medo das represálias e julgamentos. Não perde essa essência que te fez começar. Obrigada pela visita. Beijos

      Excluir
  4. Olá Nati, é a primeira vez que escrevo para voce! Gostei do seu desabafo! Eu vejo assim... Acho que o mundo está tão conectado, que esquece de pessoas face two face... Como é o primeiro texto que eu li, vejo que tenho que me inteirar mais para nós conversar! Mais não desista dos seus sonhos, e voce escreve muito bem! Eu também sou daquelas que ama um aconchego, de ameguenhas, familia, marido, filha, todos coladinhos... Vou voltar mais vezes aqui... Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, essa é a primeira vez que tu vem aqui, espero que venha mais vezes. Gostei muito do que tu disse, principalmente o apoio que me deu. Obrigada pela visita e pelos elogios. Beijos

      Excluir
  5. Ô meu anjo, eu te entendo! Não existe nada melhor do que ler os comentários por aqui, né? Acho que eles são uma grande parte do que nos faz querer continuar sendo blogueiras... Mas é verdade, ultimamente muita gente tem começado na blogosfera por vários motivos, mas nenhum deles é o amor, e isso me deixa triste pra caramba. Acho que pra um blog dar certo, o amor tem que vir em primeiro lugar, nunca os números. E em segundo, a blogueira tem que trazer um conteúdo do qual ela gosta e no qual ela acredita, senão, vai tudo ser muito vazio, sabe? Por isso eu digo, a gente tem que blogar sobre aquilo que a gente ama! Não adianta falar sobre coisas que tragam visualização se tu não sente carinho por aquela postagem, sabe? Então se o teu dom é escrever e colocar teus sentimentos pra fora: vá em frente! Eu, e todos os leitores que gostam do teu trabalho, vamos continuar aqui te apoiando, viu?
    Um beijão,
    Gabs | likegabs.blogspot.com ❥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Te agradeço imensamente por todo esse carinho e apoio. Concordo contigo em cada palavra. É bem o que tu disse, se não tem amor, não tem porquê existir. Eu gosto muito do que escrevo, não tem como fazer de outra maneira, mudar de nicho, determinar nicho e outras coisas mais. Vou continuar fazendo do meu jeito. Obrigada por me motivar e pela visita. Beijos

      Excluir
  6. Também sinto falta da blogosfera antiga :c parecia que as pessoas se importavam mais.
    Eu não gosto de blogs que só apresentam produtos e que são impecáveis, prefiro os blogs pessoais, como o seu <3

    Com amor,
    Bruna Morgan

    ResponderExcluir
  7. Nossa, você simplesmente escreve com o coração, e isso encanta todos que entram no seu blog, da mesma forme que eu estou encantada.
    Sabe, a alguns anos atras as coisas eram diferentes, as pessoas escreviam o que realmente sentiam e não eram tao ligadas em números, hoje tudo mudou, e um blog que não fala de moda e "make up" já não tem o mesmo reconhecimento, entendo teu lado, mas não desista, PERSISTA, SEMPRE, pois só assim você alcançara o seu devido sucesso.

    ah, e pode ter certeza que não é drama de adolescente, é triste, sufocante, dói, mas a gente vai passar por cima de tudo isso, tenho certeza!

    Um beijo
    www.20-primaveras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Me diz o que você achou, o seu comentário é muito importante pra mim.
Obrigada!